Ferry Milos a Kasos

A rota de ferry Milos Kasos conecta
Cíclades com Dodecaneso. Atualmente há apenas 1 companhia de ferry operando esse serviço, Anek Lines. A travessia opera até 1 vezes cada semana com duração de travessia de cerca de 17 horas 55 minutos.
As durações das travessias Milos Kasos variam com frequencia de temporada a temporada, assim, nós aconselhamos que você faça uma verificação em tempo real para obter a informação mais atualizada.

Operadoras de Ferry Milos - Kasos

  • Anek Lines
    • 1 Travessia por semana 17 hr 55 min
    • Obter preço

Guia Milos

Milos é uma ilha grega localizada no Mar Egeu, a norte do Mar de Creta e é parte do grupo de ilhas Cíclades. A ilha é famosa pela estátua de Afrodite (a "Vênus de Milo", agora na Galeria do Louvre, Paris), pelas estátuas do deus grego Asclepius (agora no Museu Britânico, em Londres), de Poseidon e um arcaico Apollo em Atenas. Há muitas pequenas lojas em toda a ilha, mas elas estão principalmente reunidas em torno do porto de Adamas. A maioria das lojas vendem lembranças, presentes artesanais e jóias, bem como produtos de tecelagem, bordados e locais de alimentos. Produtos e iguarias locais, bem como lojas de presentes também podem ser encontradas na maioria das aldeias da ilha.

Milos é conectada ao porto de Pireu, em Atenas, a todas as ilhas Cíclades, Dodecaneso e Creta com ferries e catamarãs de alta velocidade. Durante a alta temporada, no verão, há rotas regulares de e para a ilha. Existem dois portos em Milos, o principal porto de Adamas e outro porto em Apollonia, que liga a ilha de Milos com as ilhas de Kimolos e Glaronissia.

Guia Kasos

A ilha grega de Kasos é a ilha mais a sul do grupo de ilhas do Dodecaneso. A ilha tem uma história antiga e muitas características comuns com a vizinha ilha de Creta. Fenícios são considerados os primeiros habitantes, enquanto Homero inclui Kasos na lista de ilhas que participaram da Guerra de Tróia. Apesar de seu pequeno tamanho, a ilha tinha uma grande presença naval e comercial, usando a sua frota para participar da revolução de 1821 o que lhe custou a sua completa destruição pelos turcos em 1824. Sua história posterior é idêntica a do resto do ilhas do Dodecaneso até a unificação com a Grécia continental, em 1948. Muitos habitantes de Kasos, bem como de Karpathos emigraram para a América e Egito, onde trabalharam na construção do Canal de Suez, em meados do século 19.

Kasos pode ser alcançada pelo ferry de Pireu, Creta (Sitia, Aghios Nikolaos), Rodes, Halki e Karpathos.