Ferry Salerno a Messina

A rota de ferry Salerno Messina conecta
Itália com Sicília. Atualmente há apenas 1 companhia de ferry operando esse serviço, Caronte & Tourist. A travessia opera até 5 vezes cada semana com duração de travessia de cerca de 9 horas.
As durações das travessias Salerno Messina variam com frequencia de temporada a temporada, assim, nós aconselhamos que você faça uma verificação em tempo real para obter a informação mais atualizada.

Operadoras de Ferry Salerno - Messina

Média de Preços Salerno Messina

Os preços apresentados representam o preço médio só de ida pago pelos nossos clientes. A reserva mais comum na rota Salerno Messina é um carro e 2 passageiros.

Guia Salerno

Salerno está localizada no Golfo de Salerno, no Mar Tirreno e é uma cidade e capital da região de Salerno, na Itália. A cidade situa-se perto da costa de Amalfi e é talvez mais conhecida por ser o lar da primeira escola médica do mundo, a Schola Medica Salernitana. Dentro da cidade os visitantes podem caminhar ao redor para explorar as atrações, a maioria das quais estão localizadas perto do centro da cidade. Há muitas ruas pedonais bonitas e grandes praças que podem ser facilmente explorada a pé. Os ônibus públicos da cidade também podem ser usado para passeios na cidade e além. Aqueles que têm um carro podem conduzir ao redor, o tráfego não é um problema e há estacionamento disponível na maioria das áreas.

Salerno está localizado no centro geográfico de um triângulo apelidado Triângulo Turístico do 3 P (ou seja, um triângulo com os cantos em Pompeia, Paestum e Positano). Essa peculiaridade dá características turísticas especiais a Salerno assim comoos muitos outros locais de interesse turístico, como o Lungomare Trieste, o Castello di Arechi, o Duomo e o Museo Didattico della Scuola Medica Salernitana.

Guia Messina

A cidade italiana de Messina é conhecida como a porta para a Sicília e com o seu porto sempre foi uma cidade de comércio. Localizado sobre o Estreito de Messina, no nordeste da Sicília, o porto da cidade sempre desempenhou um papel importante no desenvolvimento e prosperidade da cidade. O porto suporta o turismo da cidade e é o lar de ambos os estaleiros comerciais e militares. A cidade tem sido sede da Arquidiocese Católica Romana e Arquimandrita desde 1548 e é o lar de uma feira internacional localmente importante. A cidade também é a casa da Universidade de Messina, fundada em 1548 por Inácio de Loyola. Uma atração importante é a Catedral do século 12, que contém os restos mortais do Rei Conrad, governante da Alemanha e Sicília no século 13. O edifício teve de ser quase que totalmente reconstruído em 1919-1920, na sequência de um terremoto devastador de 1908, e novamente em 1943, depois de um incêndio desencadeado por bombardeios aliados. A estrutura original pode ser reconhecida e a fachada tem três portais góticos, o central provavelmente do século 15.

Os serviços de ferry de Messina operam para Calabria e para Salerno, ao sul de Nápoles.